Comércio ilegal de óleo lubrificante na mira das autoridades

Com o objetivo de coibir a ação de empresas clandestinas, sem autorização ambiental para atuar, o Ministério Público do Paraná deflagrou, na sexta-feira (6), a Operação Petrolato, cumprindo mandados em dez estados. O óleo lubrificante usado e contaminado é um resíduo perigoso: apenas 1 litro é capaz de contaminar 1 milhão de litros de água – e nocivo ao meio ambiente e à saúde humana (a queima do resíduo causa câncer e outras doenças). Por isso, o reaproveitamento do produto deve observar critérios técnicos específicos, sendo toda logística, da coleta ao refino, realizada apenas por empresas habilitadas pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) e licenciadas pelo órgão público ambiental competente.

Saiba mais em https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2019/12/06/mp-realiza-operacao-em-dez-estados-para-coibir-comercio-ilegal-de-oleo-lubrificante.ghtml

Essa informação foi útil para você?

Por que essa informação, não foi útil para você?

Obrigado pela sua participação!

compartilhe essa informação: